Black Friday Teve Cobertura Ao Vivo Inédita que Orientou Milhares de Empresários

 

Na última sexta-feira de Novembro (24), a famosa Black Friday agitou o comércio. Há 7 anos no calendário brasileiro, a data inspirada no mercado norteamericano, surgiu como uma iniciativa do setor varejista para dar um boom nas vendas através de grandes promoções.

A cada ano que passa a Black Friday vem se consolidando no país como a data mais importante do varejo nacional e, devido a confiança do consumidor de que a pior fase da crise econômica já passou, as compras foram impulsionadas principalmente pela recuperação da renda dos consumidores e pelas melhores condições de crédito.

Segundo dados divulgado pelo E-bit, a Black Friday gerou faturamento de R$ 2,1 bilhões para o e-commerce em 2017, alta de 10,3% comparado ao mesmo período do ano passado. Já o tíquete médio das compras caiu 3,1%, de R$ 580 para R$ 562.

Sabendo da importância da data sazonal e da alta expectativa de crescimento para os próximos anos, a Escola do Marketing Digital, através do seu diretor e professor Jessé Rodrigues, e com o premiado gerente de e-commerce e marketplace, Thiago Borba, realizaram a cobertura ao vivo da Black Friday 2017 com o objetivo de analisar em tempo real as estratégias dos principais e-commerces.

Sobre o sucesso da transmissão ao vivo, “a cobertura Black Friday que foi idealizada junto com a Escola do Marketing Digital teve como objetivo principal dar uma visão mais ampla de como é feito um black friday na prática e dar essa visibilidade para todos os interessados”, comentou Thiago Borba.

A cobertura ao vivo impactou mais de 17 mil pessoas no Facebook e contou com a participação especial de diversos líderes do e-commerce brasileiro como a empresária e fundadora da TocTech, Christine Ruiz; Núbia Mota, Head da VTEX, Mariana Rabello, jurídico da Dell Panamá; Verônica Louzada, sócia da Agência 4Digital; Gabriel Fernandes, gerente comercial do PagSeguro; entre outros.

Daniel Vargas, gerente de e-commerce do grupo Dakota e um dos convidados especiais para a cobertura, afirmou que houve um crescimento de 44% nas vendas das lojas virtuais Tanara e Campesí, marcas do grupo Dakota, confirmando o impacto positivo da Black Friday quando planejada com cuidado e antecedência.

Para Jessé Rodrigues, a cobertura do evento foi uma oportunidade de ampliar a visão de muitos empresários sobre essa importante data comercial.

“Apesar do sucesso do Black Friday no Brasil, essa estratégia ainda é muito nova para a maioria dos empresários. A nossa cobertura levou o potencial do Black Friday para milhares de empresários que estarão mais preparados nos próximos anos. Em 2018 iremos fazer uma cobertura ainda mais profunda e com novos parceiros do setor.

Dados disponibilizados pelo G1 confirmam essa falta de experiência do mercado brasileiro com a data. Em 12 horas, o Reclame Aqui registrou 1.347 queixas nessa Black Friday, alta de 16,7% em relação a 2016, o que mostra a falta de preparo dos lojistas e o descaso em oferecer descontos realmente relevantes para o consumidor, já que o principal motivo das queixas foi a propaganda enganosa.

Portanto, apesar do sucesso da data norte americana no mercado brasileiro, ainda existem muitos pontos que precisam ser aperfeiçoados para que os lojistas e consumidores possam usufruir melhor das oportunidades que só o Black Friday pode oferecer.